domingo, 6 de setembro de 2015

Resenha - A Seleção - Kiera Cass

Resenha – A Seleção – Kiera Cass

Autor(a): Kiera Cass
Editora: Seguinte
Edição: 15ª
Características: Letras em um tamanho bom para leitura; páginas amareladas; no início de cada capítulo há o desenho de uma coroa.




America Singer faz parte de um tempo onde a sociedade é dividida em castas. Ela, da casta Cinco, sofre com a falta de comida que às vezes enfrenta. Com um namorado secreto que insiste que ela se inscreva na Seleção – um tipo de Reality Show, onde trinta e cinco garotas do reino competirão para ganhar a coroa, e a mão do príncipe Maxon -, o que ela faz com certa relutância. Para sua surpresa, ela é escolhida para participar da Seleção.
 Após se despedir do povo de onde mora, ela parte nessa aventura, que antes considerava apenas um incômodo, se torna seu destino.

 Logo no início do livro a protagonista, America Singer, se mostra com um gênio forte, determinada, às vezes impulsiva, indecisa, e podendo ser inconsequênte, mas que protege a quem ama. Ela tem uma forte ligação com sua irmã mais nova, May, e com seu pai, mas possui uma complicada relação com sua mãe. Seu forte temperamento às vezes dificulta suas escolhas, podendo fazê-la agir por impulso e ter fortes consequências sobre o que diz ou como age, tornando-a, dependendo da situação, irritante.  A estória se inicia falando sobre a vida de America, porém os maiores desafios acontecem quando ela vai para A Seleção.
 Meri, como é chamada por Aspen, seu namorado secreto que a persuadiu a se inscrever para participar da Seleção, faz amizades no Reality Show, conhecendo sua melhor amiga, até então desconhecida, Marlee. Seu amor por Aspen a impede de se permitir sentir algo que não seja amizade pelo príncipe Maxon, por isso seus sentimentos quanto ao novo amigo, que antes achava superficial e egoísta, são confusos até mesmo para ela.

 A linguagem, de fácil compreensão, facilita a leitura. As letras são do tamanho ideal para a leitura. O livro é bem construído, com uma estória envolvente. A trama instiga o leitor a continuar a ler. Seus personagens, apesar de às vezes serem irritantemente indecisos, mas bravamente determinados, possuem características próprias que os diferem, fazendo todos terem pontos positivos e negativos, tornando-os indispensáveis para a construção da estória. Recomendo a leitura 100% 


(Imagens: arquivo pessoal)

"Está tudo bem, querida? - Ele perguntou.
Eu não sou sua querida."
Pág. 126